Duas mulheres são mortas pelos maridos no Maranhão; outra vivia em cárcere

Duas mulheres são mortas pelos maridos no Maranhão; outra vivia em cárcere

Duas mulheres foram vítimas de feminicídio nos últimos dias no Maranhão. Na cidade de Carolina, a 860 km de São Luís, uma mulher morreu estrangulada. Já na cidade de Santa Luzia, a 294 km de São Luís, o corpo de uma mulher foi encontrado jogado em um igarapé.

Segundo a polícia, os maridos das vítimas são os suspeitos de terem cometidos os crimes.

Na terça-feira (29/09), a dona de casa Irene Guimarães da Silva, de 44 anos, foi encontrada morta com sinais de estrangulamento, na casa onde morava com o companheiro.

A polícia fez diligências na região e conseguiu prender João Carlos Santos Silva, que é marido da vítima e o principal suspeito de matar a esposa.

A suspeita é que o casal teve uma discussão e homem acabou estrangulando a mulher. João Carlos Santos Silva foi detido e encaminhado para a Delegacia de Carolina.

O homem agora está preso na Unidade Prisional do município e vai ficar à disposição da Justiça.

Feminicídio em Santa Luzia

Na cidade de Santa Luzia, Ireny Pereira do Nascimento, de 22 anos, foi encontrada morta na manhã de terça-feira (29), nas proximidades de um povoado onde ela morava. O corpo da vítima estava jogado em um igarapé.

Segundo a polícia, o suspeito de ter matado Ireny Pereira é o marido dela, identificado como Adailson Fialho, conhecido como ‘José Alhão’, que está sendo procurado.

Segundo informações dos parentes da vítima, o casal foi a uma festa no sábado (26/09) e Adailson teve uma crise de ciúmes depois de ver a mulher dançando com outro homem.

Adailson saiu puxando a mulher pelo braço e a levou do local na garupa de uma moto. O casal saiu em direção ao local onde morava, em um povoado na zona rural de Santa Luzia. Depois disso, Ireny Pereira não foi mais vista.

O corpo da mulher só foi encontrado nessa terça, dentro de um igarapé. A polícia está apurando o caso, mas há informações de que ela foi morta por espancamento.

Segundo a polícia, Ireny Pereira foi torturada antes de morrer e depois o corpo foi jogado no igarapé.

O caso segue investigado, e a polícia procura Adailson Fialho, que é o principal suspeito de ter cometido o crime.

Violência contra a mulher

Na cidade de Pio XII, a 265 km de São Luís, mais um caso de violência contra a mulher foi registrado.

Um homem, identificado como Josimar Vieira, de 33 anos, foi preso depois que a polícia recebeu denúncias de que ele mantinha trancadas, em casa, a mulher e uma filha de apenas um ano de idade.

Segundo a polícia, além dele manter as duas em cárcere privado, ele também agredia e fazia ameaças de morte.

O homem foi preso e encaminhado para a Delegacia Regional de Santa Inês, a 243 km d capital.

As informações são do Meio Norte.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.