Fortes chuvas provocam a morte de três pessoas neste final de semana

Fortes chuvas provocam a morte de três pessoas neste final de semana

Em Piripiri, em sete dias foi acumulado mais de 400 milímetros de chuvas. Na noite de sexta-feira (6/3), a chuva atingiu 122 milímetros e causou um acidente com a morte de uma mulher. O tenente Isaías do Corpo de Bombeiros de Piripiri, disse que uma mulher morreu após ter o carro arrastado pela correnteza durante o temporal. O acidente ocorreu na ponte do Biano, no bairro Germano.

“O carro caiu em um córrego que fica na zona urbana da cidade. Ela não conseguiu sair do carro, que parou em uma região com muitas pedras. A vítima não teve a identidade revelada. Não havia nenhum documento no carro”, falou o tenente Isaías.

O padre Padre Roberto conseguiu sair ao ter o carro arrastado pela correnteza. Ele trafegava pela avenida Aderson Ferreira, em Piripiri, próximo ao local em que a mulher foi encontrada morta, quando o carro foi arrastado pela correnteza.  

O estudante  Jerfferson Correia, de 17 anos, desapareceu nas correntezas de um riacho enquanto banhava com amigos na tarde de sábado (7) no município de Morro do Chapéu do Piauí, norte do Estado.

Jefferson Correia  banhava no Riacho Grande, no povoado  Tanque,  no Riacho Grande, próximo da zona urbana do município.

A queda de um raio provocou a morte de uma criança identificada como Heloísa, de 5 anos, na noite de sexta-feira (6) no povoado Pereiros, distante a 5 km da cidade de Nossa Senhora de Nazaré, Norte do Piauí.

Segundo informações de testemunhas ,  chovia forte no momento do incidente

A forte chuva deixou muitos estragos em Piripiri, com diversas casas destruídas, pessoas desabrigadas e veículos com danificados.

Foram aproximadamente oito horas de forte chuva no município, que fez transbordar rios e lagoas.

A estrada que dá acesso ao açude Caldeirão foi  obstruída, assim como outros pontos de acesso na cidade.

O prefeito Luiz Menezes  reuniu-se na manhã de sábado (7) com representantes de diversas entidades de Piripiri, para traçar um plano emergencial para auxiliar às famílias que foram afetadas pelas chuvas e recuperar alguns pontos que ficaram intrafegáveis.

O prefeito Luiz Menezes decretou   situação de emergência no município, em razão das fortes chuvas que causaram desastres por todo o município.

Estiveram presentes na reunião representantes do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Tiro de Guerra, Brigada de Incêndio, e todos os secretários municipais.

Após as fortes chuvas que atingiram o município de Piripiri na noite de sexta-feira (06) e que resultaram no rompimento e interdição de rodovias, o governador Wellington Dias acionou o Corpo de Bombeiros Militar do Piauí, bem como a Defesa Civil Estadual e o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) para trabalhar, de maneira conjunta, com as instâncias municipais, Polícia Rodoviária Federal e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) no restabelecimento das estruturas afetas e atendimento das comunidades atingidas.

O governador Wellington Dias  liberou recursos para atuação das instâncias estaduais, além de por à disposição do município toda a estrutura estadual de suporte. “Entrei em contato com deputado estadual Marden Menezes e com o prefeito Luís Meneses para me colocar à disposição de ajudar Piripiri no que for preciso. Uma equipe dos bombeiros e da Defesa Civil já foi acionada e a orientação é trabalhar de forma integrada com município”, falou Dias.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) liberou, na tarde de sábado (7), o trecho, no Quilômetro 180 , da rodovia BR-343, que liga Teresina ao litoral piauiense e ao Ceará, que tinha sido cortado pela manhã por causas das fortes chuvas que caíram  na cidade.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) enviou para o local tratores, retroescavadeiras, engenheiros e operários para a recomposição da estrada, de grande fluxo na região Norte do Piauí.

Os rios Marataoan e Longá, que banham as cidades de Barras e Esperantina, respectivamente, estão próximos de atingir a cota de inundação, conforme .dados  do boletim divulgado no domingo (8) pela Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM).

Em Barras, o rio Marataoan deve atingir nas próximas horas 4,01 metros. O nível de inundação é de 4,20 metros, segundo a CPRM.

A situação é mais complicada em Esperantina, onde o rio Longá deve chegar nas próximas horas a 7,19 metros, pouco abaixo da cota de transbordamento, que é de 7,40 metros.

A CPRM orienta que todos os órgão competentes continuem com as medidas adequadas de prevenção e minimização de prejuízos, mantendo suas equipes em estado de prontidão.

Da redação: As informações são do blogs do Eefrem Ribeiro.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.