PF faz operação contra associação criminosa e dano ambiental por servidores de secretaria no MA

PF faz operação contra associação criminosa e dano ambiental por servidores de secretaria no MA

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (11/03) e cumpriu 20 mandados de busca e apreensão, além de 32 interrogatórios, em uma operação de combate a crimes realizados por servidores públicos da Secretaria de Meio Ambiente do Maranhão (SEMA), junto com particulares e engenheiros florestais.

A operação, chamada “Canafístula”, foi realizada em São Luís, São José de Ribamar, Buriticupu, Presidente Médici, Centro Novo, Chapadinha, Imperatriz, Balsas, além de Belém e Paragominas, no Pará.

Segundo a PF, as investigações apuram a aprovação fraudulenta de Planos de Manejo Florestais em empreendimentos rurais que visavam a exploração de madeira. A prática buscava acobertar a exploração ilícita de madeira em áreas de proteção federal, como terras indígenas e na Reserva Biológica Gurupi.

De acordo com laudos periciais e análise técnica realizados em 15 planos de manejo apreendidos na Secretaria do Meio Ambiente, houve dano ambiental de 148.258,90 m3 em toras de madeiras extraídas ilicitamente e que somente poderiam ser transportados em 4.235 caminhões.

O prejuízo calculado apenas nos projetos resulta em, aproximadamente, R$ 33 milhões. O suspeitos foram indiciados pelos crimes falsificação de documento público, inserção de dados falsos em sistema de formação e associação criminosa, além de lavagem de dinheiro.

Da redação: As informações são da Central de noticias.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.