Polícia Federal prende suspeito de crime de pornografia infantil em Imperatriz

Polícia Federal prende suspeito de crime de pornografia infantil em Imperatriz

A Delegacia de Polícia Federal em Redenção, no sul do Pará, cumpriu nesta terça-feira (9) um mandado de busca e apreensão durante a operação “Filthy Sharing” (compartilhamento sujo em inglês), que investiga o compartilhamento de imagens com pornografia infantil. O mandado foi cumprido na residência de um funcionário público que atualmente reside na cidade de Imperatriz, no Maranhão.

A operação busca um grupo criminoso internacional que explora imagens contendo pornografia infantil transmitidas. São apurados crimes previstos nos artigos 241-A e 241-B do Estatuto da Criança e Adolescente, sobre a conduta de armazenar e compartilhar vídeo ou registro contendo cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente.

Investigação
Segundo a PF no Pará, as autoridades brasileiras foram alertadas em 2014 pela Guardia Civil Espanhola de que um e-mail com IP localizado na cidade de Tucumã (PA) estaria atuando no crime.

“A Guardia Civil Espanhola identificou um usuário de e-mail cujo IP estava localizado na cidade de Tucumã, no Pará. O usuário desse e-mail é integrante de grupo internacional de troca de mensagens contendo pornografia infantil e teria enviado uma mensagem com este conteúdo a um destinatário na Espanha. Após a quebra do sigilo telemático do e-mail e anos de investigação, a PF identificou um suspeito”, informou a delegada Ingrid Fonseca, da Polícia Federal.

Durante a ação, foi apreendido o aparelho celular do suspeito para uma pesquisa detalhada e prosseguimento das investigações. De acordo com a PF, em uma primeira análise das mídias e aparelhos eletrônicos localizados, a polícia não conseguiu encontrar material de conteúdo pornográfico infantil.

As informações são da Central de Notícias.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.