Suspeita de mandância, viúva de professor que foi assassinado é presa em São Luís (MA)

Suspeita de mandância, viúva de professor que foi assassinado é presa em São Luís  (MA)

A Polícia Civil do Maranhão (PC MA) realizou, na quarta-feira (02/09), o cumprimento do mandado de prisão temporária da viúva de Marcos Carvalho, popularmente conhecido como Marcos Dulcídio, ela é a principal suspeita de ter sido mandante do crime contra o professor e engenheiro agrônomo, que foi executado com três tiros no dia 19 de junho, em Viana.

Segundo o delegado Jesimiel Alves, a prisão da suspeita foi feita em São Luís, e outros mandados de busca foram feitos na capital maranhense e no município de Viana. Ainda de acordo com ele, a polícia tem um prazo de 30 dias para concluir as investigações. Apesar de ainda não ter conclusão do fato e das circunstâncias do ocorrido, a polícia já possui elementos de autoria, e provas de materialidade.

A ação que está sendo feita pela Delegacia de Viana, juntamente com Superintendência da Polícia Civil do interior, busca de mais elementos de informações e a realização de outras diligências para fortalecer o inquérito policial. A equipe tem trabalhado na identificação dos envolvidos no crime, a fim de elucidar o responsável pela execução da vítima.

Entenda o caso

Na noite do dia 19 de junho de 2020, o engenheiro agrônomo e professor, Marcos Carvalho, conhecido como Marcos Dulcídio, foi vítima de um assassinato com três tiros a queima roupa, em frente a casa do pai, no município de Viana. Ele chegou a ser socorrido e levado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

De acordo com informações de pessoas que presenciaram o ocorrido, o homicídio foi feito por dois suspeitos que estavam em uma motocicleta. Eles seguiram em perseguição do carro da vítima, ao chegar à residência do pai do professor, o ocupante da garupa da moto efetuou os disparos, deixando o local rapidamente em seguida.

As informações são Reprodução/O imparcial.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.