Tubarões avistados próximo à praia podem ter risco de extinção

Tubarões avistados próximo à praia podem ter risco de extinção

A Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar) está investigando qual a espécie dos tubarões que foram avistados em área próxima  à Praia do Coqueiro, no litoral do Piauí.

A secretária Sádia Castro disse ao Cidadeverde.com que a hipótese mais provável é de que os animais avistados são tubarões lixa, de nome científico Ginglymostoma cirratum.

O tubarão lixa é um dos mais populares tubarões no mundo e ocorre em toda a costa brasileira e uma espécie considerada inofensiva ao homem. A Semar afirma que os animais não foram avistados novamente desde a última segunda-feira (07/09).

A secretaria está monitorando, com ajuda de drones, os 66 quilômetros do litoral piauiense. “Desde segunda-feira que não são mais avistados”, disse a secretária.

A bióloga e doutora em Sistema Costeiros e Oceânicos, Geórgia Aragão, também acredita que os animais vistos são tubarões lixa. A especialista  conta que a espécie está na lista vermelha de espécies ameaçadas de extinção no Brasil.

“A espécie já é extinta em vários pontos do Brasil. Super tranquila, tanto que é a mais pescada aqui na região”, disse. Geórgia explica que o grupo avistado deviam estar em busca de grandes grupos de cardumes de pequenos peixes. “É algum comum para a espécie”, acrescenta.

O  monitoramento está mais concentrado nas  praias Barro Preto, Coqueiro e Itaqui. A Semar destaca que, até o momento, não existe nenhuma ameaça grave e não há indicativo de interdição de praia.

Apesar dos animais não terem mais sido avistados, a Semar continua pedindo que os banhistas tenham cuidados redobrados e, se possível, evitem entrar no mar.

O monitoramento segue até 12 de outubro e conta com uma equipe composta por Auditores Fiscais Ambientais da Semar, pesquisadores da espécie, professores e alunos da UFDPar, representantes do ICMBIO e Instituto Tartaruga do Delta e da Prefeitura Luís Correia.

Uma rede de colaboradores pescadores, moradores, kitsurfistas também foi formada e estão ajudando com informações.

As informações são do Cidade Verde.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.